Afiliados



5 Motivos Para Assistir "Chicago Typewriter"

13 de outubro de 2017


Quer cinco motivos para assistir Chicago Typewriter, esse dorama tão aclamado? Então leia toda essa postagem!

Olá pessoal, tudo bom? Chicago Typewriter é um drama coreano de 2017 que fascinou muitas pessoas. Envolvendo reencarnações e lealdade, é uma obra com belos detalhes técnicos, mas que também cativa pelo sua evolução. Com apenas 16 episódios, consegue finalizar a história com maestria e, por isso, não há continuação. Nessa postagem vou elencar 5 motivos pelo qual você deva dar uma chance para assistir essa série!

Episódios: 16. Emissora: tvN. Ano: 2017.

Sinopse: "O que é preciso para manter o seu status como um de autor best-seller? Han Se Joo (Yoo Ah In) foi um escritor em sua vida anterior durante a ocupação da Coreia pelos japoneses nos anos 1930. Ele reencarnou como um autor de best-seller nos dias atuais. Mas Se Joo está deprimido e tem um bloqueio de escritor que o impede de completar o seu próximo best-seller. Yoo Jin Oh (Go Kyung Pyo) é um escritor fantasma talentoso que pode tirar Se Joo dessa situação difícil, mas o misterioso homem tem uma condição para seus serviços que Yoo Jin Oh não pode atender. Jeon Seol (Im Soo Jung) é uma veterinária amante de livros que se torna uma anti fã do superestimado Se Joo. Se Joo conseguirá produzir outro best-seller sobre circunstâncias tão difíceis?"

1. Atores e seus personagens

Yoo Ah In (Six Flying Dragons) é, atualmente, Han Se Ju, um escritor mundialmente conhecido que sofre grande pressão para lançar novos livros. Porém, após uma confusão com um fã, fica com bloqueio criativo e acaba sendo ajudado por um fantasma. Arrogante, raivosinho e meio esnobe, é um personagem que não me agradou no começo. Então, aos poucos, percebemos que aquilo é somente uma máscara de uma pessoa solitária, que não confia em ninguém por ter sido ferido, no passado, pelas pessoas que confiava.

Já na década de 1930, interpreta uma personalidade que quer ser escritor, mas que se mostra para a sociedade como um playboy que esbanja a juventude em prazeres mundanos. Portanto, o Yoo é um ator consegue criar dois personagens apaixonantes, transmitindo as emoções, não importa a época, de maneira brilhante.

Go Kyung-pyo (Reply 1988) atua como Yoo Jin Oh, o escritor fantasma que veio auxiliar Han Se Ju em seu bloqueio criativo. Sendo o único que não reencarnou, deseja descobrir o que aconteceu em 1930 e, para isso, precisa escrever a história dos jovens que tentaram libertar a Coreia da dominação japonesa naquela época. Só escrevendo toda a história, com a ajuda de Se Ju e Jeon Seol, conseguirá descobrir as circunstâncias de sua morte e porque ficou preso como um fantasma por 80 anos.

Nas primeiras cenas, ele e o Se Ju se alfinetavam (o que rendeu, em alguns momentos, muitas risadas), mas depois desenvolveram uma linda amizade. Ele é um personagem maravilhoso que só cresceu durante toda a trama. O ator conseguiu representar a pessoa encantadora, com seus conflitos e dúvidas, mas gentil e amoroso também.


Im Soo-jung (I'm Sorry, I Love You) interpreta, nos dias atuais, a Jeon Seol, viciada em livros e que se denomina como a fã n° 01 de Han Se Ju. Ela o conhece há muito tempo e o admira. Sendo uma veterinária com paixão pelos animais, desde criança tem pesadelos sobre sua vida passada, mesmo sem entender tudo aquilo que vê. Por vários acasos, acaba conhecendo seu ídolo e até salva a vida dele! Mas eles não se dão bem no início e isso gera muitos mal entendidos.

Apesar disso, ela não é uma personagem clichê e é surpreendente, tanto nessa vida, quanto na anterior. É conhecida como "lendária", por ser boa em tudo que faz. Porém, antes de alcançar seus objetivos, acaba desistindo, por se lembrar de muitas coisas da vida precedente (quando era uma das jovens que ajudava o seu país).  Embora consiga amar uma pessoa, não aceita tudo o que ela faz. Em vários momentos briga de frente com o Se Ju, por não concordar com algumas de suas atitudes. Portanto, a Im Soo-jung soube interpretar duas personagens sensacionais!

2. Bromance

A amizade é uma das coisas mais importantes nesse drama, junto com a lealdade. Não importa a época, o companheirismo entre eles é algo que me enchia de alegria.

Han Se Ju, no início, não se dá bem nem com o Yoo Jin Oh, nem com a Jeon Seol. Porém, ao decorrer dos episódios, a camaradagem cresce e os sentimentos vão surgindo. O bromance em algumas partes é belíssimo, mas em outras é nos arrancar sorrisos. A amizade e o amor transborda gerações e é o ponto alto dessa história.


3. Coréia de 1930

Em 1930, a Coréia passava por uma ocupação japonesa, ou seja, ela ficavam a mercê daquela nação. Porém, isso já havia começado em 1910 e decorreu até o fim da Segunda Guerra Mundial. O Japão tentou impor sua cultura e costumes, incluindo a língua ao país que foi reprimido e explorado por muitos anos. Do outro lado, alguns jovens rebeldes se reuniram para tentar libertá-la e conseguir viver com tranquilidade. Nesse drama, esse grupo inclui Han Se Ju, Yoo Jin Oh e Jeon Seol.

No começo da história esses três personagens se encontram de maneira casual, mas depois percebem que estão conectados. Aos poucos vão tendo visões de suas vidas anteriores, em flashbacks que, no primeiro momento, me deixavam confusa sobre o que se passava naquela época. Contudo, aos poucos, a história foi se desenvolvendo e todas as dúvidas foram sanadas. Personagens foram sendo apresentados e mostravam toda a ação daquela fase. A produção consegue fechar uma história redonda onde, no final, tudo faz sentido.

Para quem gosta de história é um prato cheio. Apesar de não desenvolver muito em relação a toda a exploração que a Coreia sofreu frente ao Japão, consegue transmitir as lutas diárias desses personagens, nos apresentando um pouquinho do que o povo coreano viveu naqueles tempos sombrios.

4. Visual

O visual dessa série é lindo. Sabendo mesclar entre essas duas épocas, consegue nos transportar para o tempo representado, seja através da roupa ou da composição do cenário. A direção e fotografia foram muito bem trabalhadas, de uma maneira que eu ficava impressionada com a qualidade. É algo para se apreciar.



5. OST

A OST desse drama é espetacular! Fiquei viciada na música principal e, ainda por cima, sempre cantava (toda enrolada, claro!) quando ela tocava no drama. Em algumas cenas eles tocavam músicas em inglês, mas criaram algumas canções em coreano especialmente para a série. Toda a playlist é incrível, misturando músicas cantadas e instrumentais, que eram perfeitas nas cenas, complementando-as. Eu ficava deslumbrada com isso.



Bônus: Bibliotecas e Livrarias


Como se tratam de escritores, há várias cenas em bibliotecas e livrarias. Eu ficava encantada quando essas locações apareciam, pois era uma mais linda que a outra. É tudo muito encantador e quem não queria uma biblioteca pessoal dessa, de dois andares? Realmente é um bônus para assistir Chicago Typewriter!

Enfim, esses foram alguns motivos pelo qual você deveria assistir a esse k-drama! Você já o viu? Se interessou? Comente!

Onde assistir: Viki.


Comentários
21 Comentários

21 comentários :

  1. ola tudo bem ?
    realmente são cinco motivos validos para não deixar de assistir esse drama coreano.
    A play list é realmente muito boas e a biblioteca realmente facina qualquer leitor . Bjssss

    ResponderEliminar
  2. Nossa adorei os motivos, estava adiando e as bibliotecas realmente são encantadoras rsrsr Vou assistir.

    Bjs
    Suka
    http://www.suka-p.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  3. Super me interessei para ver! adorei as dicas viu.. parece ser otimo mesmo
    beijos
    Levando a Sério

    ResponderEliminar
  4. Oi, tudo bem?

    Nunca vi nada com personagens coreanos. Não sou muito fã desse tipo de série. Sempre passo longe... A trama parece ser legal e para quem gosta, acho que vale a pena ser assistido. No meu caso, vou passar a dica dessa vez.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  5. Não costumo assistir nem filmes e nem series japonesas, coreanas, chinesas, tomei trauma depois de um filme q vi e nem me lembro mais o nome, vou tentar assistir esse aí.

    ResponderEliminar
  6. Nunca assisti nada do gênero, é algo novo. A trama parece ser boa, as imagens são limpas, bem claras e eu gosto disso. Quem sabe um dia desses eu não busco ver alguns episódios, vai que me cativa.
    Fiquei curiosa com a playlist, aqui não dá pra ouvir :(

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. waaa tenho consumido muitos doramas (coreanos, chineses e japoneses) e esse eu ainda não conhecia? Tem no netflix? onde eu acho ele, já estou apaixonada e querendo assistir só com a sua resenha e as imagens que você colocou!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderEliminar
  8. Nunca fui de assistir séries asiáticas, talvez essa seja um jeito legal de começar ;)

    ResponderEliminar
  9. Puxa. Primeiro parabéns pela resenha. E segundo, não conhecia a série, que realmente me deixou curioso, com vontade de saber mais, principalmente pela riqueza histórica, com belas tomadas de imagens, valeu a dica. Beijo.

    ResponderEliminar
  10. Oioi
    Aqui em casa que ama um dorama é o marido, eu acho um pouco melodramático demais, mas aos pouquinhos ando começando a assistir também, ultimamente vejo na Netflix um chamado Cheo Yong, conhece?

    ResponderEliminar
  11. Adoro doramas e não conhecia esse. Vou procurar no google e assistir.
    Beijos

    ResponderEliminar
  12. Não tinha assistido Inda mas já tinha ouvido falar gostei achei bem bancana depois vou ver ser acho ela na web pra assisti

    ResponderEliminar
  13. oie!
    Acredita que ainda não assisti nenhum dorama? Não tenho ideia de que seja, ou como sejam os doramas, mas recebi várias indicações. Preciso começar a assistir para saber como é.
    Uma ótima indicação.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderEliminar
  14. Olá, tudo bem?

    Tenho muita vontade de assistir algo do gênero, mas nunca o fiz. Essa parece ser uma excelente oportunidade, pois me parece que o trabalho foi feito com maestria e tem um resultado surpreendente, fiquei bem satisfeita com o que vi. Os 5 motivos que você nos deu são bem pertinentes e com certeza chamam a atenção do leitor. Adorei!

    Beijos!

    ResponderEliminar
  15. Só pelas fotos da biblioteca já deu vontade de assistir, haha! Adorei <3

    ResponderEliminar
  16. Olá!
    não me sinto muito atraída por doramas ou qualquer coisa coreana rs'
    mas sempre leio comentários ótimos sobre as séries e os enredos, esse parece ser bem legal e diferente, fiquei curiosa, quem sabe não seja o primeiro que eu possa assistir?

    beijos!

    ResponderEliminar
  17. Eu nunca fui muito atraída pelos doramas, mas eu acho que era mais por um preconceito (se bem que eu costumo mais ler do que assistir e por isso eu tenho um preconceito até por séries americanas), mas minha prima é viciada e sempre tenta me convencer. Essa tua resenha acabou de me convencer pelos seus motivos e também por aquelas cenas antigas ♥♥♥ eu li um livro que contava passagens antigas e os personagens eram coreanos, na minha cabeça eu imaginei daquela maneira <3

    ResponderEliminar
  18. Olá! Tudo bem?
    Achei tudo muito interessante,
    a única coisa que me confundiu foram os nomes rsrsrs
    mas quero assistir sim
    Obrigado pela dica!
    @lendocomdaniel

    ResponderEliminar
  19. Oiiii tudo bem??
    Eu ainda não assisti esse K-Drama mas já fiquei doida pra assistir.
    Eu gosto bastante de Doramas. EStou acompanhando alguns ultimamente... Mas pra mim tem que estar disponível na netflix! tenho muita preguiça de procurar eles em outros lugares! KKKKKK
    Obrigada pela dica!

    ResponderEliminar
  20. Oiee ^^
    Quando vi o link da postagem até achei que você fosse falar de Chicago Fire...haha'
    Ainda não conhecia esse drama, mas me conquistou quando mencionou escritor e bromance...haha' eu adoro bromances ♥ Parece ser muito interessante, ver os cinco motivos listados acima (acho que só um já teria me conquistado...haha') me deixou animada para assistir.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderEliminar