Afiliados



Fragmentos do Horror, de Junji Ito

1 de novembro de 2017


Olá pessoal, tudo bom? Fragmentos do Horror é um mangá criado pelo Junji Ito e publicada pela Darkside Books nesse ano. Sendo considerado por muitos o mestre do horror, todas as obras de Junji Ito são consumidas pelos fãs do gênero e apreciadas pelo restante do público que decide se aventurar em suas histórias. Na resenha de hoje apresentarei para vocês essa edição que contêm oito contos horripilantes, que devem ser lidos da direita para a esquerda.


Editora: Darkside Books. Ano de Lançamento: 2017. Páginas: 224.
Skoob, Goodreads. Onde comprar: Amazon, Saraiva.

O horror bem detalhado

Eu subestimei Junji Ito. Apesar de sua fama e não sendo fã do gênero, achei que não gostaria dessa obra. Ledo engano. As imagens surpreendem e sua escrita é primorosa. Porém, deixo claro que é para quem tem estômago, pois algumas são bem bizarras.

Esse mangá contêm oito contos: Futton e Tomio - Gola Rulê Vermelha, que são dois contos distintos, mas com os mesmos personagens; Monstro de Madeira; Suave Adeus; Dissecação-chan; Pássaro Negro; Magami Nanakuse; e A Mulher que Sussura.



Em Futton somos apresentados a Madoka e o Tomio, dois jovens que fugiram e vivem juntos. No momento, Tomio está assutado com alguma coisa e, por isso, não sai de dentro do seu futton. No conto nós descobriremos o que é tão apavorante assim.



Já em Monstro da Madeira, temos uma casa antiga que foi classificada como Patrimônio Cultural do Japão. E, a partir disso, recebe uma visitante que tem desejo de estudar a arquitetura da casa, pois ela a excita.



Por outro lado, em Tomio - Gola Rulê Vermelha, temos mais uma história da Madoka e do Tomio. Agora casados, eles passam problemas conjugais quando o Tomio está quase perdendo a cabeça, literalmente, por uma vidente.



No entanto, em Suave Adeus, uma das melhores premissas na minha opinião, nos mostra a Riko que tem medo da morte do seu pai. Entretanto, há uma tradição na Família Tokura sobre as mortes dos entes queridos.



Todavia, Dissecação-Chan narra sobre a Ruriko Tamiya que participa ativamente das aulas de dissecação da Faculdade de Medicina, sendo uma paciente bem incomum. Mas isso é uma tara antiga dela.


Agora, em Pássaro Negro, temos um homem que ficou um mês em uma montanha, depois de se acidentar, antes que alguém o achasse. Ele só sobreviveu graças a um estranho pássaro negro.



Em Magami Nanakuse, temos o caso da escritora de mesmo nome, que tem um jeito estranho de conseguir inspirações para os seus personagens e seus tiques. E uma fã, chamada Kaoru Koketsu, quer descobrir o segredo do seu sucesso.



E, por fim, em A Mulher que Susurra, sendo o melhor conto desse livro, nos contará sobre Mayuma, filha de uma família rica, que é incapaz de tomar decisões sozinha. Até que o pai dela contrata Mitsu Uchida, que está disposta a sussurrar no ouvido da garota tudo o que ela deve fazer.



A caracterização física dos personagens são simples, como qualquer mangá, apesar do Junji conseguir criar vários tipos de personagens diferentes. A escrita é fácil, a leitura dos quadros é fluída, mas os personagens não são tão bem construídos, já que são apenas histórias curtas. Além disso, ele tem uma preferência na abordagem dos temas, não dos personagens. Porém, as cenas em que as coisas bizarras aparecem, ele capricha nos detalhes para que o leitor possa se horrorizar.

Há uma certa limitação em se criar um quadrinho de horror, já que ele não possui as facilidades de um livro ou um filme - você consegue utilizar mais a imaginação com uma narrativa de uma obra escrita e/ou ter truques visuais e sonoros nos filmes. Então, ele tenta se focar muito nos seus desenhos, querendo chocar quem lê os seus mangás. Junji Ito não tem medo de abordar qualquer temática, seja traição, obsessão, inveja, vida após a morte, canibalismo... A lista é grande e ele sabe apresentar com os seus ótimos traços.



Fragmentos do Horror é uma coletânea de contos que pode incomodar o leitor. Para os fãs do gênero é um prato cheio, já que é uma oportunidade de ter o trabalho dele em português na coleção. Por outro lado, assim como foi para mim, é uma boa porta de entrada para quem quer conhecer e ver se gosta do trabalho desse mangaká. Lembrando, novamente, que é para quem tem coragem e estômago, pois algumas imagens podem ser impactantes. A Editora Darkside Books fez um trabalho primoroso na edição dessa obra, pois é com a qualidade que já conhecemos, desde o papel utilizado até na tradução cuidadosa. Recomendo. Muito. De verdade. 


Comentários
32 Comentários

32 comentários :

  1. Nossa! Que interessante! Admito que me surpreendi. gostei do port
    beijinhos

    https://valleskapaula.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Primeiramente, amei a foto do perfil, ela é uma fofa ♥
    E os asiáticos são intensos em tudo o que fazem.
    Suas fotos ficaram perfeitas.
    Parabéns pelo post

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, a Kim Bok Joo (Lee Sung-kyung) é uma fofa mesmo <3
      Obrigada pelo elogio, fico feliz que tenha gostado :*

      Eliminar
  3. Acho que nunca li quadrinhos de terror.
    Fiquei curiosa pra saber porque Tomio não sai de dentro do seu futton, deve ser uma coisa muito assustadora mesmo.

    Beijos

    Camila Por Aí

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse foi o meu primeiro quadrinho de terror também! Sim, é assustador, mas só lendo para descobrir, rs.
      Beijos :*

      Eliminar
  4. Amo mangás, e faz muito muito tempo que não leio um. Mas esse admito que não teria coragem de ler, mas adorei ver algo diferente nesse universo. Parabéns pela resenha!

    Um beijos.

    http://www.isabelcerqueira.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nossa, essa foi uma das minhas primeiras experiências com o mangá. Eu quase não tive coragem também, rs.
      Obrigada :*

      Eliminar
  5. Não sou fã de mangá, nem de terror, mas admiro pra caramba o trabalho da DarkSide e achei a obra magnífica ♥ Realmente é um livro pra quem tem estômago. Eu, como boa fã de romance, fiquei chocada com alguns contos e, mais ainda, com determinadas ilustrações rs, mas ainda assim é um trabalho incrível para quem gosta do gênero ou quer conhecer melhor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Darkside sempre arrasa, né? Sim, eu também me choquei com várias ilustrações durante a leitura, como disse, é pra quem tem coragem mesmo.
      Eu concordo que é pra quem gosta ou quer conhecer melhor :*

      Eliminar
  6. Eu que não sou muito fã do genero de terror fiquei morrendo de vontade de ler este mangá. Adorei a resenha!

    ResponderEliminar
  7. Não sabia sobre o que era esse mangá. Já tinha visto ele por aí mas a capa nunca chamou minha atenção.
    Enfim, esse mangá parece ser muito bom para quem gosta de terror, Eu mesma fiquei bem interessada em alguns contos tipo o da Mulher que Sussurra.

    ResponderEliminar
  8. Já tinha visto a imagem dessa capa, mas nunca dei atenção. Já pelo título eu não leria por motivos de não curto terror/horror. Mas pelas tuas imagens e resenha é algo que vale a pena dar uma chance para os fãs do tema e de mangá.

    ResponderEliminar
  9. Primeiramente, que capa lindaaaaaaaa! Eu adorava ler Mangá, faz muito tempo que não leio. Esse eu não teria estômago para ler e nem curto o gênero. Um único mangá que eu consegui ler que tinha coisas horripilantes foi Claymore, inclusive vi o anime. Enfim, adorei a resenha. Um beijo,
    Ô Morena

    ResponderEliminar
  10. AAAH Primeiro quero dizer que adorei a foto da Bok Joo no seu profile e que virei sempre aqui (porque onde tem dorama eu to kk).

    Agora sobre o post, esse manga parece ser maravilhoso, fiquei com uma super vontade de ler,as ilustrações parecem está sensacionais, e eu adorei a capa. To louca pra começar a trabalhar logo e poder comprar as coisas

    ResponderEliminar
  11. Não conheço quase nada sobre mangá e esse estilo de leitura mas fiquei super curiosa sobre essa história de ler da direita para esquerda, acho que só esse fato seria um quesito para eu ler rs mas pelo que vc contou realmente é uma porta de entrada para quem quer conhecer

    ResponderEliminar
  12. Confesso que mangá também não é um dos meus preferidos, mas gosto de contos de horror, então acabo me interessando 🤗

    ResponderEliminar
  13. Adoro mangaás e animes, mas não conhecia esta. Adorei e me surpreendi muito!
    Ame mesmo

    ResponderEliminar
  14. Uau, esse mangá parece ser ótimo. Não sabia que ele reunia oito contos. Achei a premissa de todos muito interessante. Depois do seu post, já vou colocá-lo na minha lista de desejados.

    ResponderEliminar
  15. A Darkside é uma editora magnífica. Esse mangá é muito fantástico ta na minha lista a tempos.

    Bites!
    Tary Belmont

    ResponderEliminar
  16. O projeto gráfico do livro está caprichadíssimo e é o tipo de livro que agente qier ter na estante, mesmo nãos endo o gênero que a gente ama. Adorei as fotos, super valorizou o livor.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderEliminar
  17. Olá!
    Adoro mangás, mas não curto muito o gênero terror. Acho que, sendo mangá, as histórias se tornam ainda mais macabras. Um dia eu ainda perco o medo, aí poderei ler esse mangá rsrs. A edição da Darkside parece realmente linda, tentador adquirir mesmo tendo medo das histórias!
    Bjos
    Lucy
    Por essas páginas

    ResponderEliminar
  18. Quadrinhos de terror nunca li mas eu amei ver a diversidade de animes que utilizam

    ResponderEliminar
  19. Oi.

    A arte desse manga é incrível, assim como todos os livros da DarkSide. Adoro os livros da editora. Ainda não conhecia esse autor, mas conheço a obra. O problema é que eu não leio mangás. Daí fica difícil conhecer mais a obra.

    ResponderEliminar
  20. Oi,
    essa editora possui um trabalho de edição e diagramação impecáveis, vivo sonhando em montar minha coleção mas até agora tenho apenas um título deles. Não conhecia esse e super me interessei não sou muito adepta a leitura de mangás mas como este é composto de pequenos contos não vejo razão para não arriscar a leitura.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderEliminar
  21. Oiii tudo bem??

    Sou louca por quadrinhos, e estou louca para conhecer essa obra. Já a tenho em casa, mas ainda não li, gostei de saber que é uma obra maravilhosa, e agora estou bastante curiosa. Adorei a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderEliminar
  22. Oie, tudo bom?
    Cara, que foda! Sempre vejo essa capa mas nunca soube do que era, e achei demais! Quero muito ler e conferir as imagens e os horrores dessa ediçâo!

    ResponderEliminar
  23. Gostei muito dos contos, as ilustrações são ótimas, essa obra é sensacional, são contos de terror que prendem o leitor até o fim, gostei da sugestão, ótima a resenha, bjs.

    ResponderEliminar
  24. Vou te confessar que não me interessei por essa obra até ler sua resenha. Assim como você não sei pq eu tinha certeza que não iria gostar. Nunca li nada do gênero, puro medo!
    Depois das suas considerações e se tratando de contos darei uma chace quando a oportunidade vier.
    beijos

    ResponderEliminar
  25. Oii!!
    Eu não sou muito fã de terror, então já viu rs. Na verdade eu não leio nada do gênero, não gosto de maneira nenhuma. Achei o trabalho gráfico e as histórias interessantes, mas não estômago para ler. Adorei o post e as suas fotos.
    Beijos

    ResponderEliminar
  26. Olá!
    Eu ainda não conhecia esse lançamento da editora, mas só por essa capa fazendo alusão a O Grito já me ganhou hahaha Eu não me incomodo com o gênero, mas confesso também que não é o meu preferido. Mas eu curti tanto a sua resenha que fiquei bem curiosa para conferir, e espero poder fazer isso em breve.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  27. Uau. Confesso que não sou fã e nem conheço Mangás, mas esse só de ter uma releitura do quadro O grito já deu um up no meu quesito mangá! :)
    Mesmo gostando de quadrinhos, não seria uma obra que eu leria de primeira, só se ganhasse de presente. :)
    Um abraço! Equipe Amores e Livros

    ResponderEliminar