Afiliados

A Improvável Annelise, de Taty Azevedo

4 de outubro de 2017


Olá pessoal, tudo bom? Hoje estou postando a primeira resenha do blog e escolhi a minha última leitura: A Improvável Annelise, de Taty Azevedo, publicado pela Editora Nova Astral. Eu ganhei esse livro em um encontro de blogueiros que a editora promoveu na Bienal do Livro do RJ no mês passado. Eu conheci a autora e ela é uma fofa, por isso coloquei essa leitura na frente de outras e agora vou contar um pouco sobre o que eu achei dessa obra.

Editora: Astral Cultural. Ano de Lançamento: 2017. Páginas: 272.
Skoob, Goodreads. Onde comprar: Amazon, Saraiva.

Sabe quando você tem baixas expectativas em algum livro, por ter receio de ser ruim, mas acaba sendo surpreendido positivamente? Foi o que aconteceu comigo e esse livro.

Nele, se conta a história de Annelise, uma menina que é metade austríaca e metade brasileira. Apesar de falar português fora de casa, dentro é somente pronunciado o alemão. Então, quando os pais pedem que ela vá para a Áustria estudar, ela se recusa. Sendo uma menina caseira e apegada a família, não quer deixar o país sozinha. Por que os pais não mandam sua irmã gêmea Elissa, que sempre sonhou em viajar pelo mundo? Ela só quer ficar nos cânions de Santa Catarina, no hotel em que os seus pais cuidam.


Apesar de todas as discussões, eles são inflexíveis sobre enviá-la para lá. Não tendo outra alternativa, aceita com a ressalva de que, se não se adaptasse em seis meses, voltaria para casa. Mal sabia Annelise que, depois de um mês, a sua vida viraria de cabeça para baixo: sua irmã liga e avisa que seus pais morreram em um acidente.

Tentando voltar para o Brasil, é detida por pessoas que se dizem amigos antigos dos seus pais, apesar dela nunca os terem visto antes. O problema é que eles lhe dizem que são, assim como ela e sua família, seres de um planeta chamado Antera. E há a possibilidade de a morte dos seus pais ser, na verdade, um sequestro. E ela pode salvá-los, só precisa descobrir os seus poderes especiais, enquanto tenta se manter viva.



Eu tentei contar o mínimo possível para que vocês, assim como eu, serem surpreendidos. Como é a primeira obra da Taty Azevedo, eu acabei não criando muitas expectativas. Porém, apesar de ser uma escritora estreante, ela soube conduzir a leitura numa narrativa fluída e agradável. E, quando eu percebi, já estava totalmente cativada pelos seus personagens e dentro da história, indo para os capítulos finais.

Logicamente, há muitos clichês que, apesar de vê-los constantemente, amamos. E, além disso, é uma história previsível e que, em alguns momentos, incomoda por conta da personagem principal. Annelise pode causar irritação em alguns leitores, por ter uma auto estima baixa e nunca pensar que é boa o bastante para algo. Eu imaginei que teria um pouco mais de girl power na obra.


Por outro lado, é a primeira vez que leio fantasia/ficção científica escrito por uma brasileira e a autora foi capaz de criar um novo mundo, com as suas próprias regras. Direcionando a história na Áustria e um pouco no Brasil, trouxe personagens encantadores, com crescimento pessoal e lições de vida aprendidas. Foi um romance foi adorável, graças a sua capacidade de tratar assuntos (como relacionamentos homossexuais) com naturalidade. Entretanto, os relacionamentos familiares são os que mais permeiam a história, fazendo que o romance perca um pouco do foco.

Enfim, eu adorei a leitura. O que mais tinha me chamado a atenção, além da sinopse diferentona (e que não conta nada da história), foi a capa. Essa edição belíssima da Editora Astral Cultural só acrescentou mais a minha vontade de ter o livro na estante. Além disso, apesar de ser uma história fechadinha, sem deixar pontas soltas, adoraria que a Taty criasse uma série, talvez com diferentes personagens e ampliando ainda mais esse universo. É, na verdade, uma ótima leitura para quem gosta desses gêneros e não se importa de se arriscar com novos autores. Por isso, eu recomendo A Improvável Annelise!






Voltei?

1 de outubro de 2017


Olá pessoa, tudo bom? Que saudades estava de voltar aqui! Bom, acredito que tenho que explicar minha ausência, certo?



Criei como meta, no ano passado, uma dedicação maior ao blog. Mudei o nome, o layout e o meu modo de escrever, pois queria crescer um pouco mais nesse meio. Ele me ajudou muito a crescer pessoalmente e achei que, então, mereceria uma atenção maior. Porém, ao me ver inserida no último semestre da universidade, com estágio e matérias bem difíceis, me afastei desse canto mais uma vez.

Isso foi ruim para mim, pois essa é a minha válvula de escape para o mundo exterior. Ter a oportunidade de expor minhas opiniões e dicas é sempre prazeroso, mas com a fase que passei, acabaria se tornando algo obrigatório. Prefiro me afastar do que postar só por postar.

E no começo do ano, para piorar a situação, minha vida pessoal se deteriorou ao perder uma das pessoas que mais amo. Entrei em um momento complicado, com várias responsabilidades, problemas pessoais se acumulando e com um psicológico abalado. Me afastei dos livros, das séries, dos filmes, das pessoas. A única coisa que me manteve sã foi a música, onde consegui descobrir diversos artistas e me apaixonar por diferentes gêneros.


Todavia, isso tem que passar. Preciso voltar ao "normal". Agora que os compromissos da universidade diminuíram, tenho um pouco mais de tempo para pensar no meu futuro e ele não pode continuar como está. Preciso voltar a ler livros, descobrir novos escritores, histórias e amores entre os personagens. Preciso voltar a ver filmes e séries, ficar ansiosa com novos lançamentos, antenada com as novidades e me debruçar entre as diversas teorias criadas através de loucas conversas.

Preciso voltar a ser eu mesma. Preciso cuidar da minha mente da mesma maneira que cuido do meu corpo.


O primeiro passo, entretanto, é voltar a escrever e essa postagem é o meu recomeço.  Adoro ter um blog e tenho que reviver essa paixão. Quero voltar a escrever resenhas, dar dicas e criar boas listas. Quero voltar a acompanhar outros blogs, verificando as dicas mais quentes e conferindo o que eu ainda não conheço.

Espero que consiga cumprir essa promessa e espero contar com o apoio de vocês. Eu senti muita falta e o meu coração precisa preencher o espaço vazio deixado na minha ausência. Preciso transmitir energias positivas para que estas também me atinjam. E essa nova fase começa agora!