Afiliados



Sorrisos Quebrados, de Sofia Silva

10 de janeiro de 2018


Quer saber o que eu achei de Sorrisos Quebrados, primeiro romance escrito pela Sofia Silva? Então confira essa postagem!

Olá pessoal, tudo bom? Depois de ler Tartarugas Até Lá Embaixo, eu precisava de uma boa leitura que superasse a anterior e continuar o ano com boas impressões. Sorrisos Quebrados foi a minha escolha, já que eu vi o sucesso que a Sofia Silva fez durante a Bienal do RJ (com filas enormes para encontrá-la) e a premissa era interessante, pois envolveria relacionamento abusivo. Foi uma leitura muito boa e fui surpreendida com a sua narrativa. 

Editora: Valentina. Ano de Lançamento: 2017. Páginas: 232.
SkoobGoodreads. Onde comprar: AmazonSaraiva.


A vida pode ser preto e branco, mas é possível pintá-la com outras cores

Sorrisos Quebrados começa com a triste realidade da Paola, anos antes da história principal, quando ela vivia com seu então marido, Roberto. Todos pensavam que ele era um príncipe encantado, mas na verdade ele era um monstro da pior espécie. Ela vivia uma vida que todos achavam perfeita, todavia era um pesadelo. O que acontece com muitas mulheres pelo mundo, né? Que se relacionam com alguém imaginando serem suas almas gêmeas, sem saberem a aberração que são por dentro.

Depois da pior experiência que lhe podia acontecer, ela fica marcada, não só fisicamente, mas psicologicamente. No momento atual ela passa a morar na Clínica - local para pessoas com problemas mentais e físicos sérios. Ao mesmo tempo em que tenta melhorar e voltar a ter uma vida normal, se torna reclusa e com dificuldade em estar perto de homens novamente.

Lá na Clínica, durante um Carnaval, é convidada a fazer pinturas nos rostos das crianças, já que tem talento nessa área. Nisso, faze amizade com uma linda menina chamada Sol, sem saber o quanto isso era anormal para esta. A Sol tem os seus próprios traumas, por isso também frequenta a Clínica. Ela possui grandes problemas em confiar em estranhos e conversar com eles. Todos a sua volta ficam atordoados com o encantamento rápido que ela tem pela Paola, onde ali nasceria uma amizade sincera e pura.

— Eu também sou sua amiga, Paola — Abraça-me com força, e faço o mesmo até sentir a emoção tentando escorrer pelo meu rosto.
A felicidade é tão grande que eu não consigo controlá-la.

Sol é filha de André, que já teve um encontro com a Paola antes durante um dos seus episódios e não confia totalmente nela com a coisa mais preciosa de sua vida. Com uma vida dura, onde teve que desistir dos seus sonhos e participou do trauma junto com a sua filha, tem receio em confiar nas mulheres e problemas demais para ter um relacionamento, pois tem que se preocupar mais em trabalhar muitas horas extras e colocar comida na mesa.

Aos poucos Paola consegue mostrar que é confiável e, através da pintura, se une com a Sol. Juntas, criam um laço indestrutível, que pode ajudar ambas a melhorarem. Logicamente que, na equação, entra também André, que rui as paredes de Paola e faz com que ela tenha segurança o suficiente para ter fé em outro homem. Ele, ainda por cima, nos mostra os sacrifícios de um pai que, sozinho, tenta fazer tudo para que a sua filha seja feliz.

Logicamente que há outros personagens que lentamente vamos conhecendo. Eles abrem as possibilidades de novas histórias para a série (já confirmada pela autora), já que Sorrisos Quebrados teve um desfecho maravilhoso. Além disso,  eles complementam a trama e nos mostra o valor de ter alguém apoiando.

Pela primeira vez em anos, choro sem ser de tristeza.

É uma leitura rápida e, apesar dos traumas descritos, é leve. A linguagem utilizada pela Sofia é poética, o que me surpreendeu no começo. Eu não acredito que as pessoas falem e pensem daquele jeito, mas depois fui conquistada e me apaixonei por sua escrita. E ela acertou ao trazer a narrativa em primeira pessoa, intercalando o ponto de vista entre o André e a Paola.

A única coisa que me incomodou mesmo foi certos receios que o André tinha sobre o seu relacionamento com a Paola. Acredito que os motivos dela eram piores que o dele e, ainda por cima, as ações dela demonstravam que ela era diferente da pessoa do seu passado. Ela resolveu arriscar, mas ele ficou com um pé atrás. O ponto alto disso é que a Paola não aceitou e se impôs, mostrando a sua força e como ela amadureceu durante o livro.

Sofia Silva nos mostra personagens bem desenvolvidos que tinham vidas cinzas, mas que, com a convivência e a confiança, foram pintados, pouco a pouco, com cores vibrantes. Além disso, não importa quais são as características físicas de uma pessoa porque, se ela é fascinante por dentro, isso se ilumina do lado de fora e nos revela a sua verdadeira beleza. E, por fim, não importa o que outras pessoas fizeram, não devemos julgar que todas agirão iguais, pois há outras que podem nos mostrar como o mundo é lindo.

— Um dia me fecharam num frasco com receio que eu pintasse o mundo.
— E o que fez?
— Pintei o meu mundo no frasco.

Eu recomendo esse livro que, além de tudo isso, tem uma edição belíssima publicada pela Editora Valentina. A capa, diagramação, revisão, os detalhes por dentro... São impecáveis e aumenta ainda mais o valor dessa grande história. Sofia, por outro lado, nos traz uma obra recheada de sentimento, que sabe trazer emoção para quem lê e que, ainda, é a realidade de muita gente. A vida não é perfeita, mas é ótimo quando conseguimos encontrar pessoas que nos entendem e podem dividir o fardo.
Comentários
19 Comentários

19 comentários :

  1. Heiii, tudo bem?
    Ahh um dos livros que mais quero ler é esse da Sofia Silva.
    Realmente as filas para ver ela na Bienal estavam enormes e ela sempre um amor, recebeu e conversou com todos.
    Ainda nao tinha lido nenhuma resenha do livro e já falo que estou bem apaixonada por tudo, vou chorar litros.
    Amei a dica.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderEliminar
  2. Oláaa, tudo bem? Adorei sua resenha e saber mais sobre esse livro tão elogiado na blogosfera! A trama parece bem emocionante, com um assunto bem pesado e uma personagem sofrida. Acho que trará boas reflexões. Fiquei com vontade de ler agora :D Fora que essa capa é magnífica!

    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Quero muito ler este livro, já li diversas resenhas e todas concordam o quão sentimental e dramatico a história é e tudo isso sem deixar de ser algo real para muitas mulheres. E concordo com você, a edição da Valentina esá belíssima. Quero mesmo ler.

    Beijos
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  4. Olá, tudo bem?
    O tanto de gente que ouvi elogiando este livro não é brincadeira rsrsrs. Li a sinopse e amei, logo comprei através da Amazon, mas estou finalizando alguns antes de ler, não vi até agora uma pessoa sequer que não tenha gostado dele, até a capa do livro e belíssima e encantadora, e o tema passado é impactante e importante para a sociedade hoje em dia que ainda tem muitos preconceitos e tabus a serem quebrados de uma vez. É um gênero que me interesso bastante, e tenho certeza que a autora soube fazer uma mistura perfeita. Muito ansioso para ler!

    Abraços,
    https://jovemcigano.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Eu tô apaixonada pelo seu blog, ele é tão fofo e sua maneira de resenhar é mais fofa ainda. Esse livro tem sido muito comentado, meu receio é ler e me desapontar, mas ele tá com um preço bom na Amazon então acho que vale a pena arriscar, adorei sua resenha e suas considerações. Creio que esse linguajar mais poético vai me conquistar também.

    ResponderEliminar
  6. Esta ai um livro que eu quero mto ele é muito elogiado nos blogs e eu quero saber o pq. A capa sem palavras. Sua resenha esta muito boa tbm...

    ResponderEliminar
  7. Oi tudo bem?
    Tudo que leio sobre esse livro é quão maravilhoso ele é, está na minha lista de leitura desse ano, me interessei muito pois trata de superação, adorei sua resenha parabéns, obrigado por mais essa dica. Bjs

    ResponderEliminar
  8. Oi, Dani! Já li esse livro e simplesmente adorei! É muito lindo mesmo e concordo em gênero, número e grau com o que falou!
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderEliminar
  9. Oi Dani! Amo esse livro, me apaixonei por todas as cores e verdades contidas nesse livro. Super concordo com o que vc falou e espero ansiosamente pelos próximos livros que virão.
    Bjs, Tell me a Book

    ResponderEliminar
  10. Oiii tudo bem??

    Tenho esse livro, e ainda não fiz a leitura, apesar de muita vontade de fazer.
    Adorei saber que a leitura é leve apesar do tema, ouvi algumas opiniões boas, outras ruins e quero ler para tirar minhas próprias conclusões.
    Adorei a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderEliminar
  11. Oie amore,

    Estou com muita vontade de ler essa belezura ^.^
    É muito bom quando somos surpreendidos com uma leitura.
    A questão da Edição estar belíssima, dá pra ter uma noção.
    Adorei sua resenha e seu blog!


    Beijokas!!!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderEliminar
  12. Oiiii,

    A capa deste livro é simplesmente maravilhosa! O trabalho da Valentina nesta edição foi incrível! Ainda não conheço a história, mas a cada resenha que eu leio eu fico mais curiosa ainda, apesar de não ser a maior fã de linguagem poética acho que vou gostar da leitura.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderEliminar
  13. Olá!

    Eu acho tão importante a discussão desse tema, por isso estou bem ansiosa para ler esse livro, eu só não tive a oportunidade ainda. Como ele é mais leve, acredito que vá ser uma leitura bem agradável e tranquila, mas que me arrancará várias reflexões. Adorei a sua resenha!

    beijos!

    ResponderEliminar
  14. Olá!!!
    Eu tenho ouvido falar muito do livro e acho importante o tema ao qual ele vem tratando para as pessoas.
    O livro apesar do tema que traz parece ser leve e fazer a gente refletir muito, eu já ouvi inúmeras comentando sobre o livro e o quanto ele é bom.
    A capa está maravilhosa e com cores incríveis que atrai o leitor.
    Parabéns pela resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderEliminar
  15. Oi Wellida, como está?
    Já li algumas resenhas desse livro e todas elas até hoje foram bem positivas apesar de uma ter ficado em um meio-termo sobre o livro ser bom ou não. Ou talvez tenha sido eu que não interpretei bem.
    Acredito, comentando sobre tu ter dito que ninguém fala de um jeito tão poético, que na ficção tudo pode. Inclusive acho que nesse caso a Sofia Silva fez uma escolha interessante, considerando os temas do livro.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderEliminar
  16. Apesar de não gostar muito da capa (oi, sou o doido que compra livros pela capa, prazer), fiquei intrigado com a forma que você descreveu o livro e a escrita da autora, então acho que leria sim. Resenha supimpa, bjss!

    ResponderEliminar
  17. Oi Dani!
    Esse livro me chamou atenção.Acho que valeria a leitura.Obrigada pela resenha.Um beijo!

    ResponderEliminar
  18. Sua resenha me cativou ,quero muito ler esse livro !

    ResponderEliminar
  19. Oi tudo bem?
    Sou louca por esse livro só pela capa, acho tão linda e dá a sensação (correta) de uma história comovente e sensível. Sempre que leio a resenha, fico toda mole, desejando ter o livro. Nem sempre tenho estômago para ler livros traumaticos, mas eu gosto de me tirar do romance e ter um Q de realidade dura da vida. Adorei a resenha, beijos!

    ResponderEliminar