Afiliados



Em Algum Lugar das Estrelas, de Clare Vanderpool

26 de fevereiro de 2018


Olá pessoal, tudo bom? Ao responder uma tag, citei o livro Em Algum Lugar das Estrelas, escrito por Clare Vanderpool e publicado pela Darkside Books. Lá, mencionei que a sua capa fazia jus a história. Logicamente, ele também entrou na lista de capas mais bonitas da minha estante. Porém, além de ter uma edição belíssima, foi uma das minhas melhores leituras do ano passado, principalmente por relatar sobre a amizade. Portanto, hoje venho compartilhar o que eu achei dela com vocês. Vamos lá?

Editora: Darkside Books. Ano de Lançamento: 2016. Páginas: 288.
SkoobGoodreads. Onde comprar: AmazonSaraiva.

A vida através das estrelas

A narrativa se passa no fim da Segunda Guerra Mundial e contará a história de Jackie. Infelizmente, o menino perdeu a sua mãe precocemente e o seu pai não é muito presente. Então, este, que é um oficial da Marinha e não sabe o que fazer com o próprio filho, o envia a um internato no Maine. A escola militar de Morton Hill não é um lugar acolhedor para quem está sofrendo.

Porém, ele conhece um estranho garoto chamado Early Auden. Na verdade, ele é um pouco peculiar e vê o mundo de maneira diferente. Tem o seu próprio jeito de lidar com algumas coisas e o pessoal da escola simplesmente o deixa fazer o que quiser, isolando-o dos outros alunos.

Morrer e dormir. Uma pessoa devia poder fazer uma coisa sem a outra pegá-la de surpresa.

Houve uma discussão sobre uma descoberta de que o Pi não seria eterno e, na realidade, alguns números deixaram de existir em alguma parte dele. Os alunos da escola debatem sobre esse assunto - logicamente, isso faz parte da ficção da história, já que o Pi é realmente um número infinito - e Early se intromete: O Pi, na verdade, conta uma história.

Então, enquanto a escola está vazia durante as festividades, os dois decidem embarcar em uma aventura em cima de um barco. Estão ali para encontrar o Urso Apalache e utilizarão como guia a Ursa Maior. Enquanto nos aventuramos com eles, Early nos conta, em paralelo, a história de Pi. E, aos poucos, as questões são respondidas e somos surpreendidos.

É claro que eu não sabia como chegar a esses lugares, mas essa é a questão de estar perdido. Ter liberdade para ir a qualquer lugar, mas não saber onde fica lugar nenhum.

Essa foi mais uma obra que se passa na Segunda Guerra Mundial e envolve crianças. Porém, diferentemente de A Guerra que Salvou a Minha Vida, essa história não fará você chorar, mas aquecerá o seu coração. Logicamente é uma história emocionante, mas os relatos são tão bonitos, que só me restava suspirar.

A autora usa os simbolismos com maestria e consegue intercalar as duas histórias muito bem. Dessa forma, elas se complementam e há uma mistura perfeita de ficção e realidade. Há uma grande evolução dos personagens durante a narrativa e a amizade, superação e perda são retratadas a todo momento. Todavia, o começo é um pouco confuso e lento, mas depois que começamos a entender o que acontece, a leitura flui naturalmente.

Não existem coincidências. Apenas milagres e aos montes.

Early e Jackie são dois garotos bem diferentes, mas que conseguem se entender e a amizade é construída de maneira inusitada. Outros personagens vão surgindo durante a aventura, mas os dois permanecem unidos até o fim. Early, principalmente, não é um garoto comum, entretanto surpreende com a sua inteligência e esperteza, nos ensinando diversas lições de vida, bem maduros para um garoto pré-adolescente.

Enfim, foi publicado pela Editora Darkside em um trabalho maravilhoso, onde contém vários detalhes fofos que dão ainda mais valor a edição. Posso dizer que é um livro que eu indicaria para pessoas de qualquer idade. Apesar dos personagens serem jovens, a história pode conquistar o coração dos mais velhos e nos fazer refletir com suas mensagens. Se tornou uma das melhores obras que já li na minha vida e sempre lembrarei dela com carinho.  


Comentários
12 Comentários

12 comentários :

  1. Eu amo tanto essa capa, acho sensacional esse jogo de cores, a Darkside só lança edição linda, esse cuidado é sensacional. Fiquei curiosa a respeito da obra, achei que eu iria chorar um montão mas pelo jeito a pegada é diferente, né? Espero ler logo.

    ResponderEliminar
  2. Enredos com pano de fundo de guerra sempre me deixam aflita e apaixona, agora quando é com criança, é pra matar. Com certeza tiraria bons suspiros, assim como foi com você. O livro realmente é indo, tipico da Darkside, adoraria ter na minha estnate.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. Já li várias resenhas desse livro, mas mesmo assim o desejo não surgiu. Até parece ser uma boa história, mas não consigo ficar curiosa para ler. Uma pena, né?

    Beijos,
    http://www.livroapaixonado.com.br/

    ResponderEliminar
  4. Oie!
    Eu comprei esse livro mais pela capa, nem li a sinopse, acredita?
    Adorei sua resenha, saber mais sobre esse livro lindo. Eu li A guerra que salvou minha vida e fiquei encantada. Se você curte histórias ambientadas na guerra, eu indico um dos meus livros favoritos da vida: Ecos, da mesma editora lindíssima :3

    ResponderEliminar
  5. Olá!
    Esse é um livro que desde que comprei ainda não consegui pegar pra leitura. Acho que deve ser uma fantasia linda e cheia de sentimentos. A autora parece ter tido bastante sensibilidade ao desenvolver as histórias desses personagens.
    Mal posso esperar pra conhecer.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderEliminar
  6. Oi, tudo bem?
    Achei esse livro um dos mais bonitos. A capa é muito delicada, remete a sensibilidade que a autora quer retratar na história. Apesar de ser bem fantasiosa, eu normalmente não gosto de histórias assim, adorei do comecinho ao fim. Gostei do quanto a Darkside investiu para que o livro fosse visualmente bonito! Beijos

    ResponderEliminar
  7. Oie!

    Minha amiga leu esse livro e gostou muito dele, eu acho a capa muito linda, mas a história em si não desperta meu interesse, mas irei indicar para uma outra amiga, ela acredito que irá gostar bastante, por mais que seja uma história mais voltada a fantasia só de pensar em alguma história voltada a 2GM aperta meu coração de uma forma, é sempre uma indecisão de ler ou não obras desse gênero!

    Bjss

    ResponderEliminar
  8. Olá!Tudo bem?
    Duas amigas leram esse livro(na verdade só metade) e não gostaram acabaram jogando o livro para esse ser aqui ler.Ainda não peguei para ler.
    Mas a história que você contou parece ser diferente,creio que mais lenta do que os outros livros por se passar em um mundo de crianças com ideias bem anormais para idade.
    Bom vamos ver como vai ser a leitura.
    Beijos

    ResponderEliminar
  9. Olá, tudo bom?
    Eu li minha vida fora dos trilhos e simplesmente amei a escrita da autora e, de fato, chorei muito com aquele livro rs Já quero conhecer em algum lugar nas estrelas, aquecer meu coração e claro, conhecer essa amizade inusitada e esses jovens que tem tanto a nos ensinar e nos farão refletir. Dica mais que anotada!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  10. Qualquer livro que tenha a ver com a segunda guerra entra na minha lista de leituras e esse com certeza não será diferente, a capa realmente é maravilhosa e de tirar o fôlego, espero sentir na leitura tudo de bom que você sentiu , bjs

    ResponderEliminar
  11. Oi Dani, como está?
    Achei linda a capa do livro e a proposta é maravilhosa! A Segunda Guerra dificilmente não gera lindas histórias de amor e amizade que nascem em um cenário tão difícil. Com certeza uma leitura que eu adoraria poder fazer! Parabéns pelo texto.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderEliminar
  12. Olá,

    A coisa que mais me chamou atenção nesse livro foi a capa, sou doida por coisas azuis e amo o céu, ou seja essa capa é perfeita para mim haha. Sabia muito pouco sobre a história até ler sua resenha, porém essa premissa ganhou meu coração. Normalmente não leio livros com cenários de guerras, no entanto sempre é bom ler coisas que não estamos habituadas, além disso amizade é algo que considero muito importante e uma temática que adoro ver retratada nos livros.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar